Se houvesse um diálogo imaginário entre um ponto de venda e o cliente, este poderia originar dos elementos de comunicação visual. E se dissermos que esse diálogo existe e pode chegar mesmo a gritar nos ouvidos de quem procura seus produtos e serviços no ambiente da marca? Adesivos, banners, displays e móbiles criam um relacionamento direto com o público-alvo, mas o tipo de diálogo que será travado quem define é você por meio das peças de comunicação que serão apresentadas no ambiente. Um estudo feito pelo Sebrae de São Paulo revelou que a melhora no visual de uma loja amplia em até 40% as vendas. Para entender a força da percepção visual no comércio, conheça o que pode ser usado e as vantagens de cada ferramenta neste post que fizemos pra você. Confira:

Banners

Chamar a atenção! Este é uma das funções principais da utilização do banner e, por isso, precisa estar bem visível. A sedução é o passo seguinte, pois não basta atrair o olhar. O design precisa ser suficientemente convincente para inspirar confiança para, enfim, criar uma identificação no receptor.

Adesivos

Mais de 70% da decisão de compra acontece no ponto de venda. Adesivos de chão, por exemplo, cumprem a função de guiar o consumidor até o seu produto ou outro ponto desejado. O preço costuma ser baixo e os adesivos servem ainda como decoração em paredes e provadores.

Blog baixe ebook1

Displays

Apresentar, promover, expor ou evidenciar um produto. Os displays têm esse objetivo e podem ser colocados no chão, balcão ou prateleira e, geralmente, apresentam preços ou características técnicas do produto. Podem ainda ser usados para indicar promoções ou avisar a impossibilidade de troca, por exemplo.

Móbiles

Mais raro de ser encontrado, o móbile cumpre a função de recados rápidos. Fica suspenso por fios e fixado no teto. Geralmente usado em farmácias, mercados ou lojas de conveniência de pequeno porte. Diferente das bandeirolas, que tem apelo visual mais forte e estão muito ligadas às ações promocionais, os móbiles não poluem o ambiente.

Vantagens da comunicação visual

Ao contrário dos valores cobrados pela mídia tradicional, a comunicação visual tem um custo muito baixo, tendo em vista que sua utilização tem vida útil maior. A possibilidade de personalização a cada campanha de marketing favorece a utilização destes materiais. Outro benefício é que focam exatamente na hora mais crítica do consumidor, que é o momento de decisão da compra. Quando o cliente se dirige à uma prateleira e pega o produto, a comunicação pode ser considerada bem feita!

Os signos semióticos utilizados em qualquer uma destas ferramentas visuais citadas no texto cumprem a função de servir de meio entre o emissor e o receptor da mensagem, que é o cliente. Para que atinjam o objetivo de atrair e informar, é preciso estar atento à sua utilização. Limpeza e conservação são fundamentais para estes materiais promocionais, assim como a escolha da mensagem, que deve ser curta e clara. As cores e tipos de letras precisam ser agradáveis e de fácil leitura, contrastando com o ambiente. O local de exposição também deve respeitar o alcance dos olhos e das mãos. E como anda a comunicação visual de sua loja? Você faz uso de algum desses itens mencionados no post? Deixe seu comentário contando pra gente como essa comunicação é feita com seu cliente!

Solicite Orcamento