Para crescer é fundamental saber quais os objetivos e metas precisam ser alcançados. E é exatamente por essa razão que o planejamento de marketing anual se torna uma ferramenta valiosa para quem deseja – e precisa – se destacar frente a um mercado cada vez mais competitivo e com clientes muito bem informados, todos com seus smatphones em mãos.

Vamos falar hoje sobre aspectos importantes e oferecer algumas dicas preciosas para o seu negócio começar o ano com o pé direito, tirando as principais dúvidas de quem quer planejar o marketing para o novo ano, mas não sabe bem qual caminho seguir.

Mãos à obra!

O que é o planejamento de marketing

Primeiro vamos entender rapidamente o que é o planejamento de marketing. Para poder adotar estratégias vencedoras, é impossível contar apenas com a sorte. É preciso, antes de mais nada, saber qual a posição atual da empresa, o que ela deseja e precisa alcançar e o mercado aonde ela se insere. É aí que entra o plano, oferecendo, a partir dessas informações, um mapa e possíveis caminhos para se chegar aos resultados.

Para isso você pode usar, por exemplo, uma matriz SWOT (FOFA), para avaliar suas forças e fraquezas no ambiente interno e externo a empresa.

Se você ainda não definiu o perfil do seu cliente ideal, agora é o momento, porque você precisa saber com quem você quer falar, para que tipo de público você vai direcionar sua comunicação e seus esforços.

Liste seus concorrentes e talvez seja interessante também fazer uma análise SWOT deles. Não esqueça que você possui concorrentes diretos e indiretos.

É somente com essas coordenadas em mãos que será possível compor os elementos do marketing para que eles possam trabalhar separadamente e em conjunto para trilhar o caminho rumo ao sucesso, prevendo obstáculos, lidando com as inevitáveis surpresas e mudanças, além de saber o que falta para conquistar o sucesso, e além disso claro, não podemos esquecer da concorrência!

O que não pode faltar no plano

Falamos acima sobre elementos básicos para que o planejamento de marketing possa existir. Mas, agora, é preciso entender os pormenores para a sua composição e desenvolvimento. São eles:

  • Informações da empresa – Do básico (nome, área de atuação) aos valores e representações da marca.
  • Produtos e/ou serviços oferecidos – diferenciais de mercado, pontos positivos e negativos, custos envolvidos para produção e comercialização, perfis de público atendidos. Pretende fazer algum lançamento ou rebranding para o ano?
  • Mercado – Como se inserem estes produtos ou serviços diante da concorrência, do público e das condições socioeconômicas para o ano?
  • Consumidor – quem são as pessoas que necessitam ou desejam o que sua marca oferece? Como elas se comportam, quais as tendências de comportamento para os próximos 12 meses?
  • Universo de preços – qual a média de preço dos produtos e serviços no mercado? Quais os preços dos concorrentes? É possível aumentar o preço? E diminuir o preço (através de ações promocionais e descontos)?
  • Posicionamento da empresa – quais os objetivos e metas a serem alcançados dentro desse período? Como mensurá-los e quais os pontos de controle que devem ser estabelecidos?

Sabendo aonde se quer chegar e a partir do conjunto de informações acima, bem como as relações entre elas, será possível estabelecer quais as ações de marketing são fundamentais, necessárias e possíveis, alocando o orçamento de forma inteligente e eficaz.

Dessa forma, o sucesso do seu planejamento de marketing se torna algo tangível e possível, evitando frustrações e surpresas desagradáveis.

Blog-Instagram

Dicas preciosas

Agora que o planejamento de marketing ficou claro, seguem algumas dicas para que os esforços não sejam em vão:

  • Consultar o plano – não adianta fazer um ótimo plano e esquecê-lo em uma pasta no computador ou na gaveta da mesa. Ele deve ser seu parceiro de rotina para a tomada de decisões, a fim de manter-se dentro do orçamento, do cronograma e do escopo traçado.
  • Acompanhar metas e objetivos – cada ação delineada precisa ter métricas para se estabelecer o seu sucesso e pontos de melhoria. Por isso, não deixe de acompanhar os resultados não apenas para entender o momento atual, mas também os impactos no futuro do plano.
  • Pensar nas mudanças – o mercado é dinâmico e o seu planejamento de marketing precisa acompanhá-lo. Isso significa sempre repensar as ações diante da realidade e fazer as adequações quando necessário, mas sem descaracterizar o plano como um todo.

Com essas informações em mãos, temos a certeza de que sua empresa não apenas pode colocar em prática um planejamento de marketing anual, mas conseguir cumpri-lo com sucesso!

Dá trabalho, mas o sucesso precisa de muito suor.

 

CTA ebook4