Visual merchandising: esse é o caminho para causar uma boa primeira impressão no seu cliente, principalmente no ponto de venda. Utilizar o aspecto visual como uma ferramenta de venda é completamente eficiente, já que o processo de compra envolve fatores racionais e emocionais. E envolver cores, formas e experiências sensoriais também ajuda o cliente a se decidir na hora da compra. É isso que o visual merchandising faz.

Mas como aplicar esta técnica no seu negócio? Como utilizar o visual merchandising para impactar a sua clientela e oferecer uma primeira experiência marcante? É sobre isso que vamos falar agora através dessas 4 dicas para criar uma ótima primeira impressão no seu cliente.

Analise o comportamento do seu consumidor

Antes de desenvolver uma estratégia de visual merchandising, entenda profundamente como é o fluxo de cliente no seu PDV e em outros pontos de contato com sua marca. Repare o fluxo de pessoas que “namoram” a vitrine de sua loja ou acessam o seu site, quantas entram ou clicam. Repare qual é o caminho que ela faz dentro da sua empresa. Quais corredores ela passa mais tempo.

Faça uma pesquisa para descobrir o que mais chama a atenção dos seus clientes e o que eles procuram na hora de ir até você. Descubra também qual elemento da sua loja converte mais em vendas. Todas essas informações são a base para você construir um visual merchandising de sucesso.

Pense além do seu PDV

O seu ambiente de varejo vai muito além do ponto de venda ou loja física, pois você tem vários pontos de contato com seus clientes e em todos eles o visual merchandising pode ser utilizado. O ideal é que ele tenha elementos que integrem todos os seus pontos de contato. E aqui entra também o conceito de branding. Sua marca precisa ter uma unidade para se fortalecer diante da percepção do seu público. Portanto, não se esqueça de pensar no visual merchandising para todas suas plataformas.

Construa uma jornada do cliente

Na hora de iniciar o planejamento do seu visual design, pegue as informações que você coletou na dica #1 e crie uma jornada do cliente na sua loja. Conte uma história mostrando o que ele faz, desde a vitrine até a compra. Construa um caminho e comece a criar possibilidades de contato com ele em cada ponto deste trajeto. O que você pode colocar na vitrine? Nos corredores? O que você pode fazer para influenciá-lo a efetivar uma compra? Pensar de acordo com as ações do seu cliente fica mais fácil. Experimente!

Construa uma experiência para os 8 sentidos

No varejo, o visual merchandising trabalha com oito sentidos: os cinco já conhecidos (tato, paladar, olfato, visão e audição), acrescente então o equilíbrio, direção e tempo. Isso significa que você precisa criar uma experiência que, além de ativar os 5 sentidos, também envolva o tempo do cliente, a direção que ele toma e o equilíbrio na decisão.  Dessa forma você pode oferecer um espaço especial para a experiência de uma TV. Um ambiente com um sofá reclinável, luzes baixas, pipoca e uma atendente pronta para tirar todas as dúvidas. Isso vai garantir o tempo pra ele perceber mais valor no produto, uma ajuda de informação para ele encontra o equilíbrio entre suas questões de investimento e necessidade e assim por diante.

Viu a importância da primeira impressão? É fundamental transmitir uma sensação que seu cliente irá gostar de ter a todo o tempo ao adquirir o seu produto. Gostou das nossas dicas? Agora é só você experimentar o visual merchandising no seu negócio. E se você tiver qualquer dúvida, deixe seu comentário e participe da conversa.