O visual merchandising é um dos elementos mais eficazes no marketing de varejo. Essa tática está inteiramente ligada às ações tomadas em diversos setores mercadológicos, pois influencia diretamente na escolha final do consumidor, estimulando-o a comprar por impulso.

Em palavras simples, o visual merchandising valoriza esteticamente um produto a partir de artifícios que elevam a percepção dos sentidos humanos. Outro requisito dessa tática é facilitar a visualização de determinadas mercadorias, aguçando os desejos do consumidor.

Dessa forma, para que entendamos melhor, precisamos tirar o visual e compreender o que é merchandising. Está pronto? Confira!

O conceito de merchandising

Na publicidade, o merchandising é tido como a prática de aplicar mensagens claras ou subliminares em canais estratégicos. Normalmente, observamos sua prática presente em filmes, programas de TV, novelas e similares. A intenção é que o telespectador adquira determinado produto, de forma consciente ou inconsciente.

Para entender melhor, destacamos duas consolidações. A primeira é a de Kean, que diz o seguinte: “merchandising é a análise e a resposta para as transformações e avanços que acontecem no planejamento, negociação, aquisição, e venda de produtos ou serviços, desde a sua concepção até o recebimento e uso pelo comprador”.

Outra concepção é a da Associação Americana de Marketing (American Marketing Association): “merchandising é a operação de planejamento necessária para se introduzir no mercado o produto certo, no lugar certo, no tempo certo, em quantidades certas e a preço certo”.

Blog baixe ebook1

Elaboração de estratégias de merchandising

Levando em conta o objetivo proposto por esse conceito, é preciso elaborar um passo a passo para criar uma estratégia adequada.

No entanto, é fundamental destacar que há métodos básicos que precisam ser considerados em qualquer ocasião, como existem outras inovadoras, que auxiliam a sua empresa a se destacar perante a concorrência. Então, confira agora.

1. Determine um público-alvo

Todos os empresários precisam definir seu público-alvo antes mesmo de iniciar sua campanha empresarial.

Porém, a criação de um método para atrair clientes necessita de certa delimitação, compreendendo padrões de consumo, comportamentos dos consumidores e seus hábitos de compra.

2. Faça uma delimitação dos objetivos a serem atingidos

No momento em que você criar uma estratégia, é necessário fazer a delimitação de quais metas serão atingidas. Além do mais, é preciso determinar o prazo para conquistá-las.

Dessa forma, torna-se viável mensurar e se certificar de que a estratégia está sendo feita conforme o pretendido e que não haverá nenhum desvio.

Em contrapartida, quando forem encontrados possíveis erros, você deve analisá-los e corrigi-los, a fim de evitar que os prejuízos se intensifiquem.

3. Ofereça um ponto de venda agradável

O consumidor terá uma impressão positiva ou negativa assim que vir sua loja. Por isso, ela deve ser agradável e ter um ambiente que seja convidativo. Nesse caso em questão, vale a pena cuidar do layout, da organização, da aparência, da conservação das instalações e da motivação dos colaboradores.

4. Crie uma identidade para o negócio

Não é suficiente simplesmente ter uma empresa, pois, para conseguir se destacar em relação à sua concorrência, é preciso que seus clientes tenham uma boa impressão dela.

Porém, quando falamos do ponto de venda, é necessário que ele seja totalmente diferenciado, oferecendo uma experiência imersiva para o consumidor.

Assim, esses estímulos são benéficos para a empresa, já que chamam a atenção do consumidor, induzindo-os a comprar uma mercadoria somente pela experiência que estão passando.

Então, criar uma identidade é fundamental para seu negócio!

5. Envolva os mais variados sentidos na experiência

A experiência que se passa nos pontos de venda não deve se restringir apenas a um sentido do consumidor. Ou seja, quando mais ela for abrangente, melhor será sua efetividade. Por conta disso, tenha atenção ao som ambiente, iluminação adequada, entre outros que favoreçam a exposição de suas mercadorias.

Assim, logo ao entrar no estabelecimento, o cliente já se sentirá envolvido.

Blog-Instagram

6. Opte pela tecnologia para convencer os clientes a comprar

Os meios tecnológicos precisam ser utilizados a seu favor! Então, já pensou como eles podem otimizar a interatividade e ajudar o consumidor na hora de escolher o que ele quer comprar?

Isso fica mais claro ainda em determinadas lojas do varejo, em que as formas e opções de compras favorecem a pesquisa e auxiliam os clientes no momento da compra.

Portanto, adote a tecnologia, oferecendo a possibilidade de os clientes experimentarem a mercadoria, mesmo que de forma virtual, por meio de vídeos para que eles conheçam tudo da melhor maneira possível.

Exemplos de visual merchandising

Partindo do conceito proposto inicialmente, de forma figurada, ao utilizarmos a tática no sentido visual de uma mercadoria, é como se os produtos dissessem: “estou aqui chamando sua atenção. Adquira-me que poderei resolver seus problemas”. Essas são formas de exemplificar esse conceito, ficou claro agora?

Certamente você já se deparou com o visual merchandising em algum momento de sua vida! Aqueles displays bastante chamativos na entrada do mercado com frases de promoção, manequins e prateleiras com roupas impecáveis à mostra. Enfim, são vários exemplos relacionados a tal prática.

Sua aplicação

Sua aplicação se baseia na visibilidade dos produtos, tornando-os chamativos, como se conversassem com o cliente. Uma empresa que, não necessariamente, vende em um espaço de varejo pode fazer campanhas publicitárias em meios de comunicação, divulgando as vantagens de seus produtos ou até serviços. Além disso, uma loja de varejo pode organizar suas mercadorias de forma que os consumidores as enxerguem logo quando entrarem na loja.

As peças precisam estar bem arrumadas, sinalizadas, precificadas e com as devidas combinações de segmentos, cores e gêneros. O setor da moda geralmente faz ótimo uso do visual merchandising. Por exemplo, nas televisões do estabelecimento, são mostradas as coleções que vão atender o público em determinada estação, os manequins precisam estar vestidos com as mesmas roupas e as paredes e vitrines enfeitadas com as cores predominantes.

O visual merchandising é uma estratégia de varejo que objetiva harmonizar a apresentação dos produtos aos compradores em um determinado espaço. Isso permite que as pessoas saibam que é daquilo que precisam, além de estimular diretamente o consumo.

E então, você ainda tem dúvidas sobre essa estratégia matadora? Alguma consideração a fazer? Interaja conosco nos comentários!

Solicite Orcamento