Se você tem buscado melhorias na impressão de peça gráfica na empresa onde trabalha e ainda não sabe como, não se preocupe: as especificidades do mundo da produção gráfica costumam confundir a cabeça de muitos profissionais, até mesmo a dos mais especializados. Por esse motivo, vamos te ajudar a entender melhor esse processo e aprimorar seus resultados.

As técnicas de pré-impressão, impressão e pós-impressão demandam diversos cuidados para que aquilo que foi produzido no computador não sofra alterações drásticas ou mesmo perda de material no momento em que é enviado e confeccionado pela gráfica.

Neste artigo, você conhecerá os principais aspectos que deve analisar para resguardar a sua produção de surpresas desagradáveis e desperdícios ao imprimir seu material. Confira!

1. Resolução da peça gráfica

Em um olhar desatento e menos especializado sobre a produção gráfica, é muito comum se contentar com que o se vê pela tela do computador. Saiba, porém, que todas as imperfeições e descuidos técnicos saltam aos olhos no momento da impressão. Para evitar isso, um dos primeiros cuidados é estar atento à resolução das imagens.

O ideal é que você tenha como parâmetro mínimo, a qualidade de resolução de 300 dpi (sigla para dots per inch, também conhecidos por pontos por polegada ou ppp), algo que influenciará diretamente na apresentação da peça gráfica.

Alguns erros podem aparecer se você não se atentar a isso, tais como:

  • falta de nitidez na impressão;
  • imagens serrilhadas e com aspecto amador;
  • tamanhos e cores distorcidos (também conhecidos como borrados ou estourados).

Por esse motivo, a resolução da imagem costuma ser uma dos primeiros detalhes que cuidamos ao produzir uma peça gráfica.

2. Perfil de cores

Novamente, não é aconselhável nem confiável que você se limite ao que vê na tela do computador, sobretudo quando estamos falando do perfil de cores. Ao terminar um trabalho no software gráfico que estiver usando, não se esqueça de salvá-lo em CMYK — sigla para a padrão de cores Ciano, Magenta, Amarelo (Yellow) e Preto (Black).

Por possuir mais cores e uma combinação mais eficaz que o tradicional RGB — Red (Vermelho), Green (Verde), Blue (Azul) — esse padrão oferece maior qualidade no resultado final de sua peça gráfica. Essa simples dica fará grande diferença no momento da impressão. Lembre-se disso para não causar transtornos à qualidade de seu trabalho!

3. Imagens importadas

Quando importamos imagens para nosso arquivo, corremos o risco de incluirmos figuras RGB que comprometerão o padrão de cores da nossa peça gráfica em seu formato final. Por isso, não basta apenas salvar o arquivo em CMYK: você deve também converter todas as imagens contidas nele para esse padrão de cor.

A razão para todo esse cuidado com o padrão de cor é o fato de que peças gráficas em RGB podem gerar distorções graves de tonalidade, o que, na pior das hipóteses, te obrigará a até mesmo descartar todo o material impresso. Cuide desse detalhe técnico e evite desperdícios.

4. Texto em curvas

Em produção gráfica, ao convertemos o texto em curvas, o transformamos em um vetor. A importância disso é que os textos passam ser lidos como linhas — os vetores possuem a peculiaridade de se basearem em expressões geométricas de alta precisão —, evitando mais uma vez que sofram alterações inesperadas e desagradáveis no momento da impressão.

Convertendo o textos em curvas, você evita que eles apareçam de forma ilegível, serrilhada ou distorcida em sua peça gráfica. Esses defeitos dão um aspecto extremamente amador à produção e precisam ser evitados a todo custo.

5. Sangria e pontos de corte

Uma questão importante para que você evite que sua peça literalmente sofra cortes no seu projeto original é você indicar e respeitar os espaços para sangria e pontos de corte.

A sangria evita que apareçam bordas brancas e “sobras” que não fazem parte da peça gráfica a ser impressa. Os pontos de cortes são indicações que você coloca em sua produção para que a gráfica com a qual você trabalha saiba onde acontecerão os cortes e as dobras a serem realizadas em sua peça.

É aconselhável que você deixe um espaço mínimo de 5 mm de sangria para cada corte. No entanto, como isso pode variar de gráfica para gráfica, é importante que você faça a conferência desse detalhe antes de fechar o trabalho e enviá-lo para impressão.

6. Tamanho das fontes

Um detalhe técnico bastante simples e que pode fazer uma diferença gigantesca em sua peça gráfica é cuidar do tamanho das fontes. Novamente, o que vemos na tela do computador não necessariamente condiz com o que será visto na impressão.

Uma forma fácil e bastante eficaz de você evitar textos pequenos e ilegíveis é fazer uma impressão de teste para averiguar a legibilidade da sua produção. Após conferir, conclua se as letras estão em um tamanho bom para a leitura. Esse pequeno detalhe também pode evitar desperdício de material e desgastes com a refação do trabalho.

7. Substratos apropriados

É certo que cada substrato ou mídia (lona, adesivo, ps, etc.) dá um determinado aspecto à peça final impressa. Alguns geram efeitos mais sombreados e opacos, outros são mais brilhantes e destacam melhor as cores e imagens. Tudo depende do objetivo da peça, onde será usada e para qual público é voltado. Saiba definir essas prioridades para fazer a melhor escolha e sempre que possível, quando estiver trabalhando com uma mídia pela primeira vez, solicite amostras.

Um material reciclado, por exemplo, dará uma tonalidade mais fosca à peça, não sendo aconselhável para peças mais chamativas e que necessitam do uso de brilho e cores atrativas para atingir seu objetivo.

Já os adesivos trazem um aspecto mais vívido e moderno à imagem, sendo uma opção bastante recorrente para as mais variadas finalidades e os mais diversos tipos de peça.

Como você pôde conferir, detalhes técnicos simples podem garantir excelência em sua produção antes de enviar a peça gráfica para impressão. Se você ainda tem dúvidas de como cuidar da sua produção gráfica ou mesmo gostaria de deixar sua experiência e recomendações, utilize a seção de comentários logo abaixo. Será um prazer lhe ajudar a obter o melhor resultado possível em suas peças!

Solicite Orcamento